VillaseGolfe
· Arte · · T. Redação · F. Direitos Reservados

Oitenta, a Carlos do Carmo collection

Celebração dos 80 anos de vida

Villas&Golfe Pub.

Tendo anunciado em fevereiro que este seria o ano do fim da sua carreira, Carlos do Carmo vai preparando a despedida, para já com o lançamento de uma colectânea que, não por acaso, é composta por 80 canções. O artista completará no próximo mês de dezembro 80 anos de vida e álbum, denominado Oitenta, é precisamente uma celebração da vida de um dos maiores fadistas. A coletânea apresenta 80 músicas, repartidas por quatro discos, «dando a devida importância aos autores e aos poemas, fazendo vénia ao fado tradicional que o guiou toda a vida e que lhe permitiu ser um dos mais inovadores de sempre no género», comunicou a editora do cantor. Esta celebração materializada em coletânea sai precisamente numa altura em que Carlos do Carmo está a preparar um novo álbum, sem pressas e sem data de edição, disse o agente do artista.
Um homem na cidade, O homem das castanhas, Fado Ultramar e Loucura são alguns dos temas incluídos nesta coletânea. O alinhamento apresenta ainda músicas que Carlos do Carmo gravou com Carlos Paredes (Fado Moliceiro), Maria João Pires (Morrer de ingratidão) e Bernardo Sassetti (Talvez por acaso, Retrato, O sol e Gracias a la vida).
Ary dos Santos, António Gedeão, Vasco Graça Moura, Maria do Rosário Pedreira e Mário de Sá Carneiro são alguns dos autores presentes nesta coletânea.

Redação
T. Redação
F. Direitos Reservados