VillaseGolfe
· Cultura · · T. Redação · F. Direitos Reservados

As Moscas, de Jean-Paul Sartre, no TNSJ

Leituras no Mosteiro

Villas&Golfe Pub.

Durante os anos 50 e 60 do século passado, editores ditos ‘do contra’, como a Contraponto, a Prelo Editora e a Editorial Presença, publicaram algumas peças de teatro: alguns pequenos/grandes livros de bolso. Numa ‘viagem’ pelo mundo da edição destas peças de teatro, o Teatro Nacional São João (TNSJ), localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto, está a levar a cabo, desde janeiro último, a iniciativa Leituras no Mosteiro, que explora algumas dessas peças. A próxima será As Moscas, a primeira peça teatral escrita por Jean-Paul Sartre. As Moscas – encenada em 1943 – é o décimo volume da coleção da Editorial Presença e foi uma peça criada durante a Ocupação da França pelo regime nazi. Na obra, Jean-Paul Sartre, um dos mais importantes filósofos e escritores franceses do século XX, regressa à Grécia Antiga, e às personagens de Electra e Orestes, para desfiar o seu ideário de liberdade, culpa e remorso.
Nesta sessão de leitura, o convidado especial será Saguenail, cineasta, escritor e professor francês que reside há vários anos na cidade do Porto e cujos filmes têm vindo a ser premiados nacionalmente. A sessão está agendada para terça-feira, dia 21 de maio, às 21h00, no Centro de Documentação do TNSJ, e tem entrada gratuita. Em junho será a vez de se analisar a primeira peça longa de Harold Pinter: Feliz Aniversário.

Redação
T. Redação
F. Direitos Reservados