· Cultura · · T. Redação · F. Direitos Reservados

Conceituado artista romeno no Museu Nacional dos Coches

Esculturas em vidro, até 6 de outubro

Villas&Golfe Pub.

Ioan Nemțoi, um dos mais apreciados criadores romenos, tanto pela sua fantasia desbordante, como pela sua técnica impecável, tem em exposição, desde 24 de maio e até 6 de outubro, no Museu Nacional dos Coches, 61 esculturas em vidro. Ioan Nemțoi nasceu a 14 de janeiro de 1964, em Trusesti, distrito de Botosani (Roménia), e licenciou-se em 1991 pela Academia de Belas Artes de Bucareste, tendo-se especializado em Cerâmica, Vidro e Metal. O eco do seu êxito ultrapassou rapidamente as fronteiras da Roménia e em 1991 o artista já estava presente na International Glass Exhibition de Kanazawa, no Japão. Seguiram-se depois a Noruega, a França, a Suécia, a Dinamarca, entre muitos outros países, num total de mais de 40 exposições. O ano de 2003 marcou a presença do artista nos espaços medievais do Palácio Cotroceni (Roménia) com a exposição Água e Fogo, e, em seguida, no World Trade Center Roterdão e no World Trade Center Amsterdão. Em 2002, a sua obra A Última Ceia foi doada pelo Estado romeno ao Vaticano. As suas obras integram coleções célebres, como a do Rei Haroldo da Dinamarca, da Rainha Isabel II do Reino Unido, de Kofi Annan ou de Sua Majestade Margarida, guardiã da coroa da Roménia. As obras de Ioan Nemtoi encontram-se também no Museu do Vaticano, no Kunst Palast em Düsseldorf, na sede da UNICEF em Nova Iorque, na McLarren Technology no Reino Unido, no Waterland Neeltje Jans Museum na Holanda, na Casa Branca em Washington, ou em galerias célebres de vários países.

Redação
T. Redação
F. Direitos Reservados