VillaseGolfe
· Cultura · · T. Maria Amélia Pires · F. Direitos Reservados

Moderna Museet

Em nome da arte

Villas&Golfe Pub.

Localizado no centro da capital da Suécia, o Moderna Museet foi inaugurado em 1958, quando a arte moderna do início do século XX e as obras de fotografia de 1840 em diante foram transferidas do Museu Nacional para uma antiga sala de treino da marinha na ilha de Skeppsholmen. Embora a localização do museu ainda seja a mesma, o edifício atual foi concluído em 1998. Em 2009, o Moderna Museet também abriu uma filial em Malmö. 
O Moderna Museet é um dos mais importantes museus de arte moderna e contemporânea da Europa. A sua filosofia consiste em ter o espírito aberto, experimental, correndo riscos em nome da arte e alimentando a interação entre a arte, os artistas e o público, construindo, desta forma, um museu do presente mas para o futuro. Permite que todas as disciplinas artísticas se encontrem, oferecendo sempre novos impulsos; e pretende que a arte seja uma experiência transversal a todas as idades, que seja fonte de conhecimento do mundo e de nós mesmos.

O Moderna Museet permite que todas as disciplinas artísticas se encontrem.

A coleção de arte do Moderna Museet compreende mais de 130.000 obras. Originalmente dominada por três categorias – Arte Sueca e Nórdica, Modernismo de Orientação Francesa e Arte Americana dos anos 50 e 60 –, a coleção foi enriquecida com a inclusão de artistas inovadores do século XX e XXI. Com cerca de 100.000 itens, a sua coleção de fotografias é incomparável. Porque apenas uma fração da coleção pode estar em exibição, as exposições são constantemente alteradas, permitindo explorar e reformular novas narrativas.
Nomes como Pablo Picasso, Ljubov Popova, Salvador Dalí, Meret Oppenheim, Robert Rauschenberg, Donald Judd e Irving Penn estão representados, assim como artistas mais contemporâneos e com inovadoras formas de arte. Neste momento, na filial de Malmö, e até 5 de maio, está patente a exposição Alias: CFR, do multifacetado artista Carl Fredrik Reuterswärd. A exposição rumará depois para Estocolmo. Até janeiro de 2020, estará, também em Mamö, Blue Is the Color of Your Eyes, de Louise Bourgeois e outros artistas internacionalmente reconhecidos. Mas muitas mais narrativas artísticas podem ser ‘vividas’ no Moderna Museet. Em nome da arte, dos homens e do mundo!

T. Maria Amélia Pires
F. Direitos Reservados