VillaseGolfe
· Cultura · · T. Maria Amélia Pires · F. Direitos Reservados

Museu Van Gogh

O tortuoso percurso do artista

Villas&Golfe Pub.
A cidade das tulipas, dos canais, das bicicletas, dos moinhos de vento, das artes e artistas e de muitos outros encantos possui uma praça que, por ostentar três dos grandes museus holandeses, para além de outros edifícios imponentes, foi batizada de Museumplein, Praça dos Museus.
Enquanto Amesterdão fervilha de turistas ávidos de absorver a cidade, nós detivemo-nos no Museu Van Gogh, também ele repleto de olhares fascinados por Os Girassóis e outras obras-primas do pintor e de outros artistas que inspiraram ou foram inspirados por ele, como Paul Gauguin, seu grande amigo. Vincent van Gogh nasceu em Groot-Zundert, Holanda, em 1853, e foi um pintor pós-impressionista cuja obra teve um enorme impacto na arte do século XX. Em vida, teve pouco reconhecimento, vendendo apenas um único quadro, mas a sua doença e a vida ceifada demasiado cedo (suicidou-se dois dias antes de completar 37 anos) não lhe terão dado grandes oportunidades. 
Hoje o Museu Van Gogh, instalado num edifício de quatro andares moderno e interativo, atrai cerca de 1 milhão e meio de visitantes por ano.
Hoje o Museu Van Gogh, instalado num edifício de quatro andares moderno e interativo, atrai cerca de 1 milhão e meio de visitantes por ano. Em nenhum outro lugar do mundo é possível encontrar tantas pinturas de Vincent van Gogh sob o mesmo teto. A coleção apresenta mais de 200 pinturas, 500 desenhos e 750 documentos escritos que, em conjunto, dão um valioso e fascinante panorama sobre a sua tortuosa vida e genial obra. No primeiro andar, as obras estão organizadas cronologicamente, sendo possível observar facilmente a evolução do artista, desde as cenas campestres da fase inicial, até às obras do tempestuoso final de vida. No segundo andar, entre outros trabalhos, estão expostos algumas obras que, sem certezas, são atribuídas ao artista. No terceiro andar é exibida uma coleção de pinturas do século XIX que relaciona os artistas contemporâneos de Van Gogh com a sua obra.
Entre as muitas obras-primas do Museu, estão os seus autorretratos, Os GirassóisOs Comedores de BatatasO SemeadorO Quarto em ArlesÍris e Amendoeira em flor. Mas o artista atormentado, brilhante, quase alucinado, que não viu fortuna, nem muita felicidade em vida, pintou mais de 2100 obras de arte e, após uma exposição póstuma em Paris, no ano de 1901, tornou-se numa das faces mais conhecidas do rico cenário artístico do país e um símbolo inspirador da Holanda.

T. Maria Amélia Pires
F. Direitos Reservados