VillaseGolfe
· Cultura · · T. Redação · F. Direitos Reservados

Sons no Património

De 26 a 29 de setembro, na Área Metropolitana do Porto

Villas&Golfe Pub.

A segunda edição de Sons no Património acontecerá já entre os dias 26 e 29 de setembro, na Área Metropolitana do Porto (AMP), e compreende um conjunto de 17 concertos gratuitos e de diferentes géneros musicais, realizados nos 17 municípios da AMP. Gisela João, Manuel Linhares, Anaquim, António Chaínho Trio, Rui Massena, O Gajo, entre muitos outros, são alguns dos artistas que irão fazer parte da iniciativa. Museus, praças, igrejas, mercados, estações ferroviárias e outros espaços simbólicos da nossa herança comum vão transformar-se sob o efeito da música, para proporcionarem experiências novas a quem sempre os conheceu e a quem ainda os vai descobrir. A reedição deste evento, materializado primeiramente em 2018, nasce da vontade da AMP em valorizar o património dos 17 municípios que a constituem, sustentando apostas recentes no setor cultural, tais como a criação da Plataforma PIN e a disponibilização dos Roteiros do Património Cultural da AMP e do Mapa do Património Cultural Material e Imaterial da AMP.
O primeiro concerto acontece no dia 26 de setembro, às 17h30, nos jardins da Casa Museu Marta Ortigão Sampaio, no Porto, e atuação fica a cargo do cantor e compositor Jack Broadbent. No mesmo dia haverá também concertos em Arouca e Santo Tirso. No último dia, 29 de setembro, aturá António Chaínho Trio, às 17h30, na Casa Museu Teixeira Lopes, em Vila Nova de Gaia, embora Jack Broadbent volte a atuar, mas desta feita em Matosinhos. Pelo meio ficam, por exemplo, espetáculos de Gisela João, dia 26, na Póvoa de Varzim, ou de Rui Massena, dia 28, na Maia.

Redação
T. Redação
F. Direitos Reservados