VillaseGolfe
· Motores · · T. António Freitas de Sousa · F. Direitos Reservados

Automóveis de Luxo

Luxo tomou de assalto as estradas do país

Villas&Golfe Pub.
Porsche, Lamborghini, Bentley e Ferrari com as vendas em alta, em contraste com a Maserati e a Aston Martin. A venda de automóveis ligeiros de luxo disparou em Portugal ao longo de 2019: segundo dados coligidos pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP), algumas das marcas mais exclusivas (e explosivas) que se podem encontrar a acelerar nas estradas portuguesas estão a ter um ano de vendas muito positivo.
Em termos percentuais – e no que diz respeito ao acumulado entre janeiro e outubro deste ano, os dados mais recentes –, a marca que mais cresceu foi a alemã Porsche: vendeu 619 veículos, que comparam com os 207 vendidos no mesmo período do ano passado, de onde resulta um enorme crescimento de 199%.
Um pouco atrás, mas não muito, surge a Lamborghini, que vendeu 19 automóveis, mais 171,4% que os sete que havia colocado no mercado até outubro de 2018. A Bentley vem logo a seguir, com a colocação de 20 unidades, que compara com as 14 vendidas nos dez primeiros meses do ano passado, um aumento de 42,9%. Já a Ferrari vendeu 23 veículos, mais três que no ano passado, um crescimento de 15%.
Do outro lado das estatísticas estão a Maserati e a Aston Martin. A marca italiana mereceu a preferência de apenas 17 compradores, quando, até outubro de 2018, tinha angariado 36 clientes – uma descida de 52,8%. A marca mais emblemática do Reino Unido vendeu apenas seis unidades, que comparam com as 10 do ano anterior, o que representa uma descida de 40%.
Vencedora em absoluto da ‘corrida’ dos mais caros é a Jaguar, que vendeu 739 viaturas entre janeiro e outubro deste ano, precisamente o mesmo número que no mesmo período do ano anterior.
Somando todos os dados, conclui-se que, para aquele período de tempo, foram vendidos em Portugal 1.434 veículos topo de gama, mais 40% que os 1.024 vendidos no mesmo período do ano passado.
T. António Freitas de Sousa
F. Direitos Reservados