Os extremos juntam-se

José Manuel Fernandes

Opinião Anterior

A essência do luxo no Turismo

Rita Andrade

CEO da Herdade da Malhadinha Nova

Rita Andrade
«A Natureza, o espaço, o tempo». São algumas das palavras mais frequentemente utilizadas para descrever a nova tendência do luxo no turismo. O apelo pelo «Autêntico» surge como forma de suportar as comunidades locais e o Turismo «Sustentável». O contacto com a cultura e costumes locais é, felizmente, na minha opinião, um fator de enorme valorização e diferenciação. Um sem número de empresas na área do design de produto, em todo o mundo, tem como missão a introdução de inovação e design na atividade artesanal, afirmando-a como uma profissão de futuro.
Os próprios espaços hoteleiros têm cada vez mais a intenção de trazer para dentro de portas o caráter distintivo do património ligado às artes e ofícios locais e ao próprio ecossistema do local.
Valoriza-se, cada vez mais, a preservação do Espaço, as espécies endógenas. O Tempo assume o caráter de exclusividade absoluta, o desejo de viver «devagar», o apelo às origens e à terra, a formas de viver simples, onde o contacto com a Natureza surge como um novo paradigma de «Luxo».
Esta nova tendência é ainda reforçada pelo desejo de usufruir de experiências desenhadas à medida. A singularidade assume um papel importante na valorização da oferta, o novo e exigente turista quer sentir-se único e valorizado.
O detalhe e a personalização no serviço é cada vez mais importante nesta nova tendência, a sensação de «home away from home» é chave. A forma mais tradicional e clássica de oferecer um serviço personalizado é quase uma obrigatoriedade, os pequenos toques pessoais adequados ao cliente de acordo com os seus gostos pessoais é algo muito apreciado.
De acordo com alguns especialistas,  vivemos e viveremos a era do «turismo consciente», desde as preocupações com os direitos humanos, igualdade, economia local, como forma de melhorar as condições de trabalho e as preocupações ambientais influenciarão o segmento do Luxo no Turismo.
E termino com uma frase que faz parte da forma como eu e a minha família partilhamos o novo projeto de Turismo na Herdade da Malhadinha Nova que abrirá portas em 2020.
A simplicidade dos novos espaços todos eles outrora ruínas de «montes alentejanos» espalham-se pelos 450 hectares da propriedade, onde as memórias de outros tempos e a arquitetura inspirada na traça Alentejana aliam tradição e modernidade: «A simplicidade é o novo luxo».