VillaseGolfe
· Economia & Negócios · · T. Joana Rebelo · F. Direitos Reservados

Guida Sousa

«A pandemia levou a que as famílias passassem a valorizar as áreas dos imóveis»

Villas&Golfe Pub. PUB HOMES IN HEAVEN Pub.
Vidago Villa Pub.
PMmedia PUB Pub.
Iniciando a carreira profissional como professora de Matemática, Guida Sousa ocupa hoje um cargo de direção no grupo DECISÕES E SOLUÇÕES (DS), apaixonando-se, dia após dia, pelo ramo da imobiliária. Em conversa com a V&G, revela o segredo para o sucesso, destacando a importância da autodescoberta. Com o evoluir da conversa, a Diretora Coordenadora Nacional da DS explica a dinâmica da empresa, aprofundando o impacto que a pandemia teve nas empresas portuguesas e, claro, no grupo imobiliário. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, e Guida que o diga. Os padrões de necessidades dos clientes alteraram-se significativamente com o aparecimento da COVID-19, divulgando, neste seguimento, as tendências de um mercado pós-pandemia. Para motivar almas desencorajadas, Guida presenteia o mundo feminino com um leque de conselhos sobre o universo do trabalho.
«A principal lição que aprendemos foi a importância do mundo digital no nosso negócio»

Quem é a Guida Sousa, em traços gerais?
Sou uma mulher que acredita que o potencial humano é ilimitado e que a felicidade e o sucesso estão ao alcance de todos. Para tal, é fundamental ter atitude. Gosto de pessoas, de conhecer os mistérios do ser humano e de contribuir para a sua evolução. Acredito em Deus e que cada ação diária do Homem pode contribuir para um mundo melhor.

O que a motivou a deixar a área de ensino em detrimento da vertente imobiliária?
O meu percurso profissional, que já conta com 30 anos, foi de grande descoberta pessoal. Iniciei a minha carreira profissional cedo, aos vinte e poucos anos, a lecionar a disciplina de Matemática, o meu primeiro grande amor. Foi uma experiência fantástica, altura em que descobri o quão importante era, para mim, ajudar os outros a descobrirem-se e a fazê-los perceber que alcançar o sucesso é simples, basta querer. Como a minha formação era na área das Finanças e Gestão, dediquei-me a essa atividade durante dezoito anos, onde tive grandes projetos e desafios. Foi altamente enriquecedor, em termos técnicos e pessoais. Sempre me senti atraída pela área de desenvolvimento pessoal. Talvez por achar que o maior e melhor músculo do corpo humano é o cérebro, e saber fazer bom uso dele é quase uma arte. E foi assim que comecei a interessar-me pela gestão de pessoas e decidi entrar na DECISÕES E SOLUÇÕES, com funções de coordenação, a nível regional e, passados quatro anos, a nível nacional.

Quais são os valores imutáveis do grupo DECISÕES e SOLUÇÕES?
A DECISÕES E SOLUÇÕES pretende contribuir para a melhoria das condições de vida da população portuguesa, com a apresentação de soluções dos nossos parceiros para redução dos encargos financeiros com créditos e seguros e melhores soluções de habitação. Pretende, ainda, contribuir para o crescimento do país, criando novas empresas e oportunidades de trabalho para milhares de pessoas. Atua com ética, idoneidade e transparência, comprometendo-se a servir com profissionalismo e honestidade, através de profissionais capacitados e dedicados que valorizem e respeitem as pessoas. 

Pode fazer-nos o balanço da DS nestes últimos dois anos?
A rede DECISÕES E SOLUÇÕES alcançou, nestes dois anos de pandemia, os melhores resultados de sempre em todas as áreas de atuação. Mês após mês, batemos recordes. Mesmo com uma conjuntura desfavorável, a DS demonstrou resiliência e manteve o seu ritmo de crescimento de uma forma sustentada, registando um aumento de 40% na faturação de 2021 relativamente a 2020. Foram dois anos igualmente fortes com a abertura de 33 novos espaços, de norte a sul do país. Já 2022 está a ser marcado por novas conquistas e contínuo crescimento em todas as áreas da rede. 

Considera que a pandemia foi um mal necessário para o desenvolvimento das empresas portuguesas?
A pandemia foi um flagelo mundial que afetou a vida de todas as pessoas e empresas, embora em todas as crises seja sempre possível retirar aspetos positivos. Penso que o mais evidente se prende com o processo de transição digital. Muitas empresas foram forçadas a abraçar o mundo digital para poderem continuar a trabalhar. Foi uma questão de sobrevivência. As melhorias dos websites, a forma de interação com os clientes e dos softwares de apoio à gestão e a segurança dos ficheiros passaram a ser uma realidade para muitas empresas que, anteriormente, não apostavam nessa vertente. Na DECISÕES E SOLUÇÕES, passamos a olhar para o Marketing Digital e para a sua importância de uma forma completamente diferente de há dois anos. Aquilo que não era considerado investimento prioritário, passou a ser absolutamente fundamental.
«Os clientes passaram a querer apartamentos T3 e T4 e moradias para reabilitar»

Enquanto Diretora Coordenadora Nacional da DECISÕES e SOLUÇÕES, como se alcança o sucesso?
O meio século de vida que já vivi ensinou-me que para ter sucesso em qualquer área é fundamental ter um propósito de vida. Regularmente, aconselho as minhas equipas a fazerem três perguntas: «Onde quero estar, especificamente, daqui a seis meses ou um ano? Qual o legado que quero deixar neste mundo? Quanto estou disposto a sacrificar-me nos próximos anos?» Refletir acerca destas três questões trará uma boa perspetiva para que se analise como a nossa vida está agora, como desejamos que ela esteja e, finalmente, o que podemos e precisamos de fazer para chegar lá. Há que ser persistente, saber ouvir ‘não’, aprender a escutar, ser curioso e poder contar com a ajuda de um profissional com mais experiência. 

Atualmente, qual o padrão de necessidades de um cliente?
Um cliente da DECISÕES E SOLUÇÕES necessita de aconselhamento personalizado e independente, com Soluções 360º, ao nível da compra, venda e arrendamento de imóveis, bem como ao nível da intermediação de crédito, seguros, obras de remodelação e construção de casas. A pandemia levou a que as famílias passassem a valorizar as áreas dos imóveis, especialmente as exteriores, seja um jardim, varanda, terraço ou quintal.
Por outro lado, passou-se a considerar um "fácil acesso à Internet” para se conectarem com o mundo, consequência direta do teletrabalho. Os clientes passaram a querer apartamentos T3 e T4 e moradias para reabilitar. No entanto, para o mercado de segunda habitação, ou para os imóveis para rentabilização, continua em alta a procura de apartamentos. Também a localização sofreu alterações significativas. Os locais mais procurados passaram a ser zonas limítrofes das grandes cidades, seguidas das zonas litorais e, por fim, as rurais, um perfil de imóvel associado a um ambiente mais tranquilo e com maior contacto com a natureza. Nesta fase, os centros urbanos são procurados apenas por investidores que querem ter «imóveis de oportunidade». No caso da Intermediação de Crédito, os clientes da nossa rede de lojas têm necessidade de conhecer as soluções para crédito habitação e pessoal que melhor se adequam ao seu perfil, e também encontrar soluções para reduzirem os seus encargos, através da transferência de crédito habitação, apresentadas pelos nossos parceiros bancários. No caso da Mediação de Seguros, trabalhamos tanto com famílias como com empresas que procuram as melhores soluções de mercado.

O mundo digital é um dos fatores de sustento de um negócio?
Em 2020, a pandemia apresentou-se como um desafio às empresas. Para as lojas da DECISÕES E SOLUÇÕES houve uma mudança nas relações de serviço para que se mantivessem de pé. A principal lição que aprendemos foi a importância do mundo digital no nosso negócio, nunca falámos tanto em Marketing Digital. Por isso, o caminho é estar com os dois pés na era digital, embora não se consiga substituir o encanto das relações pessoais, sobretudo na área imobiliária.

De que forma os planos futuros da empresa abraçam a sustentabilidade no que toca ao ramo Imobiliário, por exemplo? 
A sustentabilidade é um fator a ter em conta no momento de angariação de imóveis na DECISÕES E SOLUÇÕES. Os nossos clientes procuram por soluções mais sustentáveis, não só porque este tipo de casas permite uma poupança em termos de custos de energia, como também significa um maior compromisso com o ambiente, de forma a minimizar a pegada ecológica. As lojas da DECISÕES E SOLUÇÕES apostam no destaque, ao nível da divulgação, dos imóveis sustentáveis, em primeiro lugar, porque este tipo de edifícios está devidamente certificado, portanto, são imóveis com garantia de qualidade e, depois, porque apresentam um elevado desempenho ambiental, social e económico real e não baseado em especulação financeira. Os nossos clientes, ao investirem numa casa sustentável, estão a garantir que pagam o preço justo. Já as nossas lojas apostam na redução do uso do papel através da aposta no digital, evitando o desperdício, fazendo a reciclagem de materiais e realizando a maior parte das ações de formação e reuniões online, promovendo a redução de consumos de combustíveis e de emissões associadas.

Sendo mulher, num cargo de Direção, num Grupo como a DS, que conselho deixaria a todas as mulheres? 
Ser mulher e ser líder num grupo como a DECISÕES E SOLUÇÕES foi um processo evolutivo na carreira, no qual o género não teve qualquer influência ou impacto. Nesta marca vigora a meritocracia, os nossos colaboradores progridem de acordo com a sua competência, desempenho, esforço, dedicação e aptidão para o cargo. Quanto ao meu conselho para todas as mulheres, posso partilhar alguns, como trabalhar com equipas mistas; promover a igualdade de oportunidades para homens e mulheres; acreditar em nós mesmos, trabalhar a autoconfiança, recorrer à ajuda de um mentor ou de alguém que se admire; usar a inteligência emocional para lidar com as dificuldades normais de um caminho de sucesso. Ser persistente, porque a frustração fará parte da vida; aceitar o que não pode ser alterado; não desvalorizar o trabalho, sabendo que ser mulher, mãe e filha é conciliável com a profissão; se quiser ser mãe, seja sem medos e sem adiamentos, uma vez que melhora a visão do mundo e dos outros, traz novas experiências de superação e autoconhecimento, que são muito ricas e aplicáveis ao dia a dia no trabalho.
T. Joana Rebelo
F. Direitos Reservados
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi