VillaseGolfe
· City break · · T. Maria Amélia Pires · F. Daniel Camacho

Cinque Terre

Suspensas entre a terra e o mar

Villas&Golfe Pub.

Penduradas em penhascos que findam no mar, as Cinque Terre eram apenas aldeias de pescadores até serem descobertas pelos turistas e serem transformadas em Parque Nacional, instituído em 1999. 
Apesar de pertencerem à região da Ligúria, ficam coladas à Toscana e, por essa razão, podem ser encaixadas tanto em roteiros de quem vai para Génova como nos itinerários de quem visita Florença.
Como as cinco localidades – Monterosso, Vernazza, Corniglia, Riomaggiore e Manarola – estão próximas e enfileiradas, a melhor forma de as visitar é de barco ou de comboio. De carro, o acesso é difícil e os poucos lugares de estacionamento ficam fora dos vilarejos. Deixar o automóvel na cidade de La Spezia é uma boa opção, sendo que a partir daqui é possível iniciar o trajeto de barco ou de comboio. De barco, as suas casinhas coloridas empoleiradas em socalcos, parecem suspensas entre a terra e um azul inesquecível de mar. A opção mais prática é, no entanto, ir de comboio, já que os cinco vilarejos têm estação ferroviária. Depois de La Spezia, seguem-se Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e, por fim, Monterosso.

As Cinque Terre ficam coladas à Toscana e, por isso, podem ser encaixadas em roteiros de quem vai para Génova ou para Florença.

Ruas estreitas, casinhas coloridas, lojinhas de souvenirs (que vendem especialidades locais, como o famoso molho pesto e rebuçados, licores e sabões de limão), bares e restaurantes (que vendem cones de papelão cheios de frutos do mar fritos) e, à exceção de Corniglia, praias de pedras, estão sempre presentes nas cinco localidades. Mas também há diferenças e, por isso, não basta conhecer uma para que se conheçam todas as outras. Riomaggiore proporcionará talvez a melhor foto da viagem; Manarola é a mais bonita vista do mar; Corniglia é a única que não tem acesso por mar, o que faz com que seja menos movimentada e mais charmosa; Vernazza possui um castelo com vista para todo o golfo; e Monterosso é a mais dispersa e estruturada, com uma praia grande e um centro simpático.
Numa e noutra extremidade, como se se tratasse de uma linha reta com as Cinque Terre no centro, eis Portofino, uma das estâncias balneares mais populares da Riviera Italiana, e, do lado oposto, Portovenere, apelidada de «a sexta Cinque Terre», com uma bela marginal, um centro cheio de bares e restaurantes e com um castelo cujas fortificações terminam no mar.
Eis terras da Ligúria, feitas de rochas, socalcos, enseadas, oceano e paletas de mil cores. Benvenuti in Paradiso!

T. Maria Amélia Pires
F. Daniel Camacho